Blog

RFID na modernização do retalho

RFID na modernização do retalho

O RFID veio para ficar. No retalho, em particular, esta tecnologia é responsável por uma transformação que permite otimizar processos internos das empresas e melhorar a experiência do cliente.

Contudo, a inovação tecnológica só é valorizada pela sua aplicação prática no dia-a-dia, na forma como é aplicada no nosso quotidiano. No caso do RFID, os benefícios para setores como o retalho são quase revolucionários pois permitem aos retalhistas identificar produtos isoladamente, saber a sua localização e dinamizar os processos de logística, e o mesmo princípio é válido para a gestão de stocks. A automatização do processo de identificação de produtos permite uma redução dos custos laborais e um controlo de stocks mais eficaz, potenciando uma melhor gestão logística e consequente redução de tempo de operação e custos. Esta tecnologia permite ainda a utilização de aplicações de pagamento eletrónico instaladas em telemóveis, evitando filas de pagamento nas caixas e melhorando a experiência do cliente.

O RFID pode ainda ser um aliado de peso no que concerne a políticas de segurança, seja através do controlo do acesso como da proteção contra furtos, oferecendo soluções inovadoras de teto, chão ou túneis (para além das antenas). Se sair da loja com um artigo sem pagar verá os scanners despoletar o alarme. Simples, rápido e eficaz.

Dispositivos com RFID, como cartões inteligentes ou pulseiras, podem ser utilizados como chaves eletrónicas o que significa que as empresas podem conceder diferentes níveis de acesso a cada colaborador e controlar os locais por onde estes se movimentam.

Do ponto de vista da implementação tecnológica, as plataformas de RFID apresentam custos muito competitivos, mas acima de tudo benefícios claros para um setor onde a exigência e a constante necessidade de inovação são desafios diários. A gestão de stock, disponibilidade de informação para análise e, de forma geral, maior segurança são aspetos que esta tecnologia vem solucionar.

O RFID é, em muitas características, semelhante a um sistema de código de barras, mas apresenta diferenças tecnológicas que o tornam inovador. Recorre a ondas rádio como forma de leitura de informações presentes em pequenos chips contidos dentro das etiquetas. Quando a etiqueta de um produto se aproxima, recebe o sinal e envia feedback para que o equipamento identifique o produto e aceda a informações sobre o mesmo. Esses dados são depois processados de acordo com as necessidades da empresa.

Fonte: https://www.distribuicaohoje.com/insights/rfid-na-modernizacao-do-retalho/

Tags: Artigos, Sistemas RFID, Indústria, Junho, 2018


  • Localização

  • Avenida Antártico, 381, 14°andar
  • São Bernardo do Campo, São Paulo - SP
  • CEP: 09726-150